DNVGL.com

APAS traz ao Brasil o programa de segurança alimentar que beneficia toda cadeia de abastecimento

SHARE:
PRINT:
CapaApas
A iniciativa, fundamentada no Protocolo Internacional da GFSI (Global Food Safety Initiative)
  • Published:
  • Author:
  • Keywords: Management Systems Certification

Apas_1Quarta-feira, 29, a APAS foi palco de um grande evento que marcou oficialmente o lançamento do Programa Global Markets APAS, fruto do trabalho conjunto da Associação e da Food Design. A iniciativa, fundamentada no Protocolo Internacional da GFSI (Global Food Safety Initiative), prevê a implantação da gestão de segurança de alimentos, escalonada, de forma que as empresa, inclusive as pequenas e médias, consigam a certificação, com foco na melhora da relação de confiança entre todos os envolvidos na cadeia de fornecimento de alimentos.

Os varejistas em geral têm muitas vantagens, como, por exemplo, contar com a listagem de fornecedores comprometidos com a evolução, a partir da certificação reconhecida pela GFSI, e a lista de fornecedores já certificados nas normas (IFS, BRC, FSSC 2000, entre outras); maior credibilidade; redução de redundância de auditorias, de recall, de custos e de problemas com fiscalização; além da maior garantia de aquisição de produtos seguros.

Algumas redes já aderiram ao Programa, como Walmart, Carrefour, GPA-Multivarejo, Zattão, Makro e Sonda.

“A padronização na certificação aos fornecedores de alimentos proporciona inúmeros benefícios, como, por exemplo, a melhora nos processos, a redução de custos incorporados aos produtos, o estreitamente do relacionamento entre toda a cadeia e, claro, a satisfação dos clientes”, afirmou Pedro Celso, presidente da APAS, que abriu o evento.

Donizeti Cezari, da Nestlé, seguiu a mesma linha de raciocínio e afirmou que produtos inseguros para o consumo e a realização de recall são alguns dos principais motivos para a perda de confiança na relação entre varejistas, indústria e consumidores.

“O recall de alimentos acarreta em despesas de ações judiciais movidas por consumidores, multas por descumprir a legislação, perda de vendas, danos à reputação da marca e investimentos para a recuperação dos danos”.

Rodrigo Martins de Vargas, da ANVISA, apresentou detalhes sobre as legislações internacional e nacional, e deixou as portas abertas para um maior diálogo entre governo, varejistas e indústria.

Na sequência, Ellen Lopes, da Food Design e IRSFD (entidade sem fins lucrativos que viabilizou os trabalhos de retaguarda necessários para a concretização do Programa Global Markets APAS), que participou ativamente daApas_2 criação do Grupo de Trabalho, deu mais detalhes sobre o Programa, os benefícios em se aderir e ainda apresentou o site (www.globalmarketsapas.com.br), que traz todas as informações aos interessados.

“A expectativa é a melhor possível. Temos que engajar outros públicos, a indústria, o food service, e, até por isso, colocamos no site do Programa alguns cases de sucesso, como da Nestlé, sendo ainda ponto focal de informações, uma vez que contempla, inclusive, os requisitos para as empresas que têm interesse”, explicou Ellen.

Márcia Rossi de Sylvio, gerente de Segurança dos Alimentos do Walmart Brasil, destacou que a preocupação com segurança alimentar não deve estar associada a custos e, sim, a um investimento que traz resultados na prática.

“A implantação do Programa trará diminuição de perdas, de retrabalho, de autuações, de insatisfação de clientes, então, para quem já se certificou, consegue traduzir os benefícios em números”.

Os associados da APAS prestigiaram o evento, inclusive com caravanas que vieram das Regionais Araçatuba, Campinas, Sorocaba, ABC, Marília, Ribeirão Preto e Bauru. Ao todo, o Global Markets contou com a presença de 348 participantes.

Parcerias de sucesso

Ao lado de empresas como IFS, Food Design/IRSFD, Intertek, Kiwa e NSF, a DNV – GL foi uma das patrocinadoras do evento Global Markets. Juliana Kitakawa, gerente da área de Alimentos e Bebidas da empresa, destaca a importância de estar presente no evento.

“Incentivamos o compartilhamento das informações. A DNV realiza o monitoramento para as grandes redes do varejo que são apoiadoras do Global Markets APAS, e só vemos benefícios nesse alinhamento de conceitos, seja para o varejo, os fornecedores e para os consumidores, uma vez que trazemos qualidade e segurança de alimentos dentro de uma plataforma comum”.

Caroline Nowak, da IFS, também destacou a importância do Programa.

“O Programa Global Markets APAS combina muito bem com o mercado do Brasil, até porque muitos fornecedores não são preparados para algumas certificações, até pela falta de recursos ou conhecimento técnico, então, trata-se de uma ferramenta para incentivar estas empresas.”

Mais sobre o Programa

Já implantado em países da Europa, América do Norte e do Sul, o modelo deste Programa (GFSI – Global Food Safety Initiative – Global Markets) prevê auditorias sequenciais para avaliar o Sistema de Gestão de Segurança dos Alimentos dos fornecedores em uma proposta escalável, partindo do nível básico, aplicável a fornecedores pequenos e em desenvolvimento e subindo a barra gradualmente, passando pelo nível intermediário, até que o fornecedor esteja pronto para a certificação.

Apas_3

A certificação, uma vez obtida, é aceita por todos os estabelecimentos, evitando que o fornecedor passe por múltiplas auditorias dos diferentes varejistas, reduzindo custos que deixarão de ser incorporados aos produtos, além de alcançar a melhoria dos seus processos, reduzindo perdas e reclamações de consumidores e aperfeiçoando sua imagem percebida, atendendo às demandas de seus clientes e abrindo novos mercados.

O Programa propiciará outros benefícios aos associados da APAS, com destaque para a melhoria da qualidade dos alimentos que, por sua vez, impactará na possibilidade de redução de autuações de órgãos de fiscalização por erros causados pela falta de gestão dos fornecedores e o aumento da satisfação dos clientes.

A implantação do Programa, por meio da atuação da entidade, comprova a importância do tema para o varejo como um todo, uma vez que toda a cadeia – que envolve fornecedores, supermercadistas e consumidores – será favorecida.

Preocupação com a Segurança dos Alimentos

O tema é tratado com bastante atenção pela APAS, tanto que, ao final de 2010, foi criado o Comitê de Segurança Alimentar da entidade, com objetivo de interpretar e disseminar as legislações sanitárias, além de promover as melhores práticas junto aos associados. O Comitê é composto por técnicos do setor especializados no assunto, entre eles nutricionistas, engenheiros de alimentos e veterinários das redes varejistas.